segunda-feira, 1 de outubro de 2007

O peso da mentira

Está confirmado. Eu morri. Não há muito que dizer: Hora do óbito, 01:03 da madrugada. Sabe aquela lenda de que quem não fuma vive mais? Pois é. Eu morri. Que forma estúpida de viver.
Mas, sabe aquele prédio alto? Aquele prédio alto, o mais alto na Avenida Rio Branco? Sabe? Pois é, que forma estúpida de viver. Se eu já fumei? Não sei se posso dizer se já fumei, que já fumei. Um tapa só. Naquela festa. Tá bom, uns dois tapas. Cinco. Foram cinco. Mas sabe aquele prédio? Aquele prédio, porra...! Ali, ali na Avenida Rio Branco. O mais alto. Lá não pode fumar. Sim, tem gente que fuma. Cigarro. É. Mas não pode. Lá não pode. Então... Daí eu tava passando. O cinzeiro, o cigarro. O cinzeiro, o cigarro. Minha cabeça. Tem noção do peso da mentira? Do peso do cigarro? Do peso do cinzeiro trinta andares acima, abaixo? Eu sei. Eu morri. Que forma estúpida de viver.
Mas é. Tá confirmado. Mas vê... Vê o lado bom. Não precisar mais responder e-mail. Não há mais telefonemas. Dias de natal. Aniversários esquecidos. Aquela coisa xinfrim do “você é meu grande amigo...”. Pois então, morri. Hora do óbito: 23:52. Sabe a Via Dutra? A Presidente Dutra, porra! Então, que forma estúpida de viver. Sabe ali, um pouco depois do acesso a Linha Vermelha no sentido Centro? Sabe? Ali, antes do depósito da Drogaria Pacheco (que coisa são as Drogarias Pacheco, desde 1892, né? Haja tempo)? Mas é, porra! Ali! Então, perto da Jamef... Não sabe? Uma transportadora. Morri. Um carro. Meu carro. 130/H, a gente perde o controle às vezes, né? Né? Né? Né? Então... Que forma estúpida de viver. Sabe o impacto de um carro num caminhão parado sem sinalização no meio da pista rápida? Não sabe? Eu sei. Que forma estúpida de viver.
Oi? Pode. Pode ficar com o que quiser. Que forma estúpida de viver. Eu já não preciso mais. Que forma estúpida de viver. Mas de qualquer forma, se doer, eu te aviso. Mas talvez você aprenda o peso da mentira...

Um comentário:

osrevni disse...

Fala Bruno! Parabéns pelo novo blog. Ficou sensacional!